Nova decisão política volta a afetar as empresas no Distrito Federal

Dessa vez é o Decreto nº 40.939, de 02 de julho de 2020, publicado no Diário Oficial do Distrito Federal, em sua edição extra nº 105, que, por um lado determinou a abertura completa do comércio no Distrito Federal, mas  por outro restringiu certas atividades e a circulação de pessoas.

Opinião do diretor da Mult, Fernando Toscano: “Fica difícil as empresas se planejarem com a intervenção estatal durante todo o tempo nas atividades do comércio. Já não bastasse toda a dificuldade trazida pelo COVID-19 as empresas ainda sofrem com todo o tipo de aberração. Se antes poderia abrir a empresa normalmente agora já não se pode mais como antes. Entretanto todas as demais empresas podem funcionar, quando antes apenas algumas estavam liberadas. Funcionários poderiam trabalhar normalmente, agora também já não podem. Há excesso de informação desencontrada, falta de regras claras e ninguém consegue se planejar“.

Assim, por força do citado Decreto, a Mult Tecnologia teve que restringir o volume de funcionários em suas dependências, efetuando rodízio obrigatório dos mesmos, que já haviam recebido os respectivos vales transporte e alimentação. De qualquer forma, todas as demais obrigações oriundas desse Decreto já eram utilizadas pela empresa: controle de temperatura de funcionários, janelas abertas, medição de temperatura de todos que adentram em seus ambientes, através de termômetro infravermelho, sem contato, etc.

Seguimos com fé em Deus e disposição para, como sempre, vencer!